Últimas publicações
Partilha
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

História da Nissan

A Nissan é uma empresa multinacional, criada em 1933 no Japão. Hoje em dia é das maiores produtoras de carros elétricos do mundo e a sexta maior fabricante de automóveis.

Mas como é que tudo começou?

Traduzido do Japonês como “produto do sol” ou “nascimento do sol” assim nasceu o nome da empresa. A identidade visual da Nissan sempre foi um ótimo reflexo do significado do nome.

Tudo remonta aos anos 30, quando Yoshisuke Aikawa fundiu a Tobata Foundry com a Nihon Sangyo e com a Dat Motorcar. Após esta fusão, a empresa passou a produzir automóveis chamados Datsun e Nissan.

Foi então que se deu origem ao primeiro logotipo, em 1933, herdeiro do logotipo da Datsun e que usava um retângulo azul com a marca em letras brancas, junto com um círculo vermelho ao fundo, simbolizando um sol nascente.

Desde os anos 30 até aos anos 70 o logo sofreu 4 revisões, sempre ligadas à cultura e herança da empresa.

À medida que o design dos automóveis mudava os fabricantes queriam que o logotipo acompanhasse essa evolução de forma a refletir o seu nome em estilos contemporâneos, separados do logótipo mais tradicional e estável.

As letras maiúsculas formais “NISSAN” eram norma nos anos 50, enquanto na década de 60 foram substituídas por fontes itálicas. Esta mudança remete à sensação de movimento num momento em que a posse do carro representava prosperidade e liberdade, enquanto o toque casual indicava atitudes liberais, com o logotipo descartando o N maiúsculo.

Esta mudança teve uma curta duração uma vez que, nos anos 80 se sucedeu o retorno das letras maiúsculas, que dominavam os metálicos brilhantes em várias fontes, diferentes de país para país e de modelo em modelo.

Nos anos 2000 dá-se uma nova mudança, sendo que a Nissan pretendia uma identidade visual unificada. Assim, em 2001 foi criado um design monocromático metálico, eliminando então os diferentes logotipos utilizados em diversos modelos.

À medida que caminhamos na década de 2020, chegando a era elétrica. A Nissan para assinalar esta nova mudança apresentou um novo logotipo simplificado, orgulhosamente ostentado na dianteira do novo Nissan Ariya.

O novo logotipo da marca adota um formato 2D “plano”, mais elegante e monocromático, com linhas mais finas e uma maior definição. Representando assim a nova era de mobilidade dinâmica, intuitiva e eletrificada, que se adapta à era dos smartphones, onde os gráficos claros se destacam em pequenos ecrãs.

Ainda assim, a herança não é esquecida, graças à familiar forma de disco solar com o nome Nissan ao centro.

Tsutomu Matsuo, diretor-geral adjunto do departamento de design da Nissan, revela:

O novo logotipo da Nissan comunica a nossa mensagem orientadora, presente nas versões anteriores: Se tiveres uma crença forte e resoluta, esta consegue penetrar até mesmo o sol! Alterar a identidade da marca é sempre um grande passo e pode ser arriscado.

O professor Bihanic explica que embora um logótipo possa alterar a identidade da marca é sempre um grande passo e pode ser arriscado.

Este explica que embora um logótipo possa inevitavelmente ser alterado, transformado e reconfigurado para corresponder às tendências do presente, os seus aspetos gráficos reconhecíveis devem ser mantidos para preservar o ADN de uma marca e para resistir à prova do tempo.

Afirma ainda que esta parte da identidade nunca deverá ser substituída ou interrompida aquando da atualização da identidade visual, exceto para assinalar uma mudança radical ao nível da gestão ou da estratégia da empresa.

Dessa forma, o logótipo da Nissan de 2020 representa uma evolução, não uma nova encarnação.

Últimas publicações
Partilha
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn